Os direitos indígenas são fundamentais para a preservação das florestas

0
135

As comunidades indígenas do mundo precisam ter um papel maior na estabilização climática, de acordo com um novo estudo que mostra que pelo menos um quarto do carbono florestal é armazenado em terras.

O artigo da Iniciativa de Direitos e Recursos, do Woods Hole Research Center e do World Resources Institute, tem como objetivo incentivar os governos a reconhecerem os direitos de terras indígenas e incluir a contribuição tribal em planos de ação nacionais. Atualmente não é o caso de 167 das 188 nações do acordo de Paris, incluindo a Indonésia e a República Democrática do Congo, que são o lar de algumas das maiores florestas do mundo. É também provável para alimentar Em um crescente debate no Brasil, que ganhou elogios por reconhecer mais terra indígena do que qualquer outro país na última década, mas agora está sob um novo governo que ainda não foi testado em negociações internacionais sobre o clima.

Em pesquisas satelitais de 37 países tropicais, o estudo estima que as terras reivindicadas pela comunidade sequestram pelo menos 54 546 milhões de toneladas de carbono – cerca de quatro vezes as emissões anuais mundiais. A posse de um décimo desse terreno é público, não reconhecido ou contestada, o que gera o risco de cair nas mãos de desenvolvedores, agricultores, mineiros ou outros que desejam limpar a floresta para obter ganhos financeiros de curto prazo, em detrimento dos custos ambientais a longo prazo.

LEAVE A REPLY